O Coliseu hit counter
Arena de degladiação de raciocínios
domingo, agosto 26, 2007
Ricos festivais...

Aproveito este período de 'quase regresso de férias', e numa altura em que, estando afastado da civizilação vim somente ver os mails, para sublinhar os seguintes dados:

1º - Num festival eufemisticamente denominado de 'música electrónica' num lugarejo perdido em Elvas: 108 detenções por suspeita de tráfico de droga, 15 000 doses apreendidas, 36 hospitalizados por overdose e uma morte pela mesma causa;

2º - Uma semana depois um bando de esquerdalhos piolhosos, daqueles que costumam infestar as ruas da baixa lisboeta com mau cheiro e chamas a sair-lhes da boca e do rabo, num outro 'festival da juventude', invadem e destroem de um campo de milho no Algarve;

Absolutamente fantástico! Mas pesando a falta de higiene nos seus mais diversos contextos, a malta a morrer de overdose ao nosso lado ou a vomitar as entranhas, ou os mais diversos parasitas que se deparam ali com um autêntico harém, vou fazer um esforço para pôr de parte o meu asco a festivais de Verão...
Ok, está feito. Porém, não consigo deixar de achar interessante o facto de no caso do segundo exemplo supracitado o SIS ter considerado o 'ajuntamento' inofensivo e pacífico (para além de não apresentar nenhum perigo para a saúde pública!!!) É a prova que faltam lá mais gajos como o nosso 'Gladius' para poder analisar a conjuntura de forma brilhante e lesta (tal como a comparação dos booms tecnológicos japonêses ou a orientação sexual do Dr. Paulo Portas com manobras clássicas de flanqueamento de cavalaria: "...epá, isto resolvia-se aqui com uma manobra de flanking on the high ground...").
Mas agora mais a sério, creio que o país não pode continuar a tolerar ou pelo menos deve começar a questionar o valor deste tipo de eventos com a marca do 'jovem-badalhoco-idealista-contra-o-sistema', já para não falar da questão do financiamento, pois foi o Instituto do Ambiente que financiou o evento no Algarve, que acabou como se viu...
Mas enquanto isso não acontece, por mim, que continuem todos a morrer de overdose e piolhagem crónica enquanto ouvem o Bob Marley e tocam djambé! Quanto ao proprietário do campo de milho destruído, um conselho... no Império Otomano costumava-se empalar os prisioneiros de guerra, pelo anûs até à boca. Se as espigas de milho transgénico forem tão resistentes como se apregoa...
1 Comments:
Anonymous Asterix said...
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH


"RECUPERA O FOLEGO...."


AHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHHAH