O Coliseu hit counter
Arena de degladiação de raciocínios
sexta-feira, abril 13, 2007
Counter-strike

Eu não sou militante do PNR mas vejo-me obrigada a concordar com esta gente num ponto: é impossível não amar este país, nós de, de facto, somos únicos! Só nesta República das bananas à beira mar plantada é que estes episódios dignos de telenovela mexicana se poderam desenrolar.

Depois do primeiro cartaz do PNR ter sido vandalizado e depois do aparecimento e desaparecimento do cartaz dos Gato Fedorento, que conseguiu meter o país a rir-se de si próprio, o PNR agora contra-ataca em força clamando o direito à discussão do tema que alegam ser tabu: a imigração.

O PNR enfrenta um grave problema pois não encontra solidariedade em mais nenhum quadrante político, não encontra mais ninguém que queira correr com os imigrantes e que tenha vontade política de comprar um monte no Alentejo para fazer criação de portugueses de raça pura. Estão sozinhos nesta luta... coitados!
7 Comments:
Anonymous Anónimo said...
Porra, esta gente continua a violar a Constituição com estes cartazes vergonhosos e as autoridades deste país de bananas continuam a não se mexer, não fazendo cumprir a lei!!!
Deixo aqui uma provocação: não será porque boa parte deste país até pensa da mesma maneira, embora escudando-se sempre na hipócrita desculpa do costume: "Eu não sou racista nem xenófobo!" ?

Blogger Nero said...
"não será porque boa parte deste país até pensa da mesma maneira"
É bem dito, e infelizmente tens razão. Tenho a sensação que sim.

Blogger Erida said...
Concordo que a maioria das pessoas são racistas e este não é um fenómeno exclusivo dos nossos dias, muito menos exclusivo do nosso país, como é evidente.
O português que emigrou para França ou para os Estates foi alvo desses mesmos preconceitos.
E hoje que recebemos imigrantes ouvimos frequentemente comentários ou piadinhas racistas e xenófobas até da boca de pessoas supostamente bem formadas que só contribuem para perpetuar o sentimento primitivo de desconfiança e mistificação do outro.
Se o portuguesinho fôr lá fora e conhecer essas pessoas vai perceber que africano não é sinónimo de trolha, que brasileira não significa manicure e que ucraniano não quer dizer redes de prostituição.

Anonymous Anónimo said...
Falam da constituição que proíbe alguns movimentos afectos a um certo tipo de totalitarismos, mas só alguns? Porque existem outros que foram culpados por muitas mais mortes do que aqueles que a "Constituição" proíbe e são seguidos neste "país de bananas", tendo mesmo representação parlamentar!
Falam de um "país de bananas", racista e xenófobo, mas não serão vocês muitos desses que manda para o ar tais piadas acerca dos imigrantes?
Deixem lá os poucos milhares que apoiam aqueles que afixaram o cartaz e tentem preocupar-se com coisas bem mais preocupantes, que infelizmente afectam o país, porque concerteza ninguém vai correr com os tais imigrantes, que estão cá neste "país de bananas"!
Contudo e antes de ser apelidado de fascista, nazi, xenófobo e todas aquelas palavras bonitas, que "vocês" leêm no correio da manhã e no 24 Horas, e que a "Constituição" me proíbe de ser, mas coisa que também não sou, tenho de salientar a vossa magnífica capacidade de conseguir ver opiniões diferentes, da vossa, pois está claro...Porque a vossa noção de liberdade de expressão, a mesma que também vem expressa na "Constituição", ora tentem lá procurar bem (não vale só lermos o que nos interessa), é algo que me parece não existir!
Se algum de vocês fumar, penso que pode estar relativamente descansado, porque apesar de nos maços estar escrito:"FUMAR MATA", isso não acontece assim de repente, até conheço quem chegou aos 100 e a fumar, logo não se preocupem com o "...façam boa viagem", porque é como acontece nos maços de cigarro, uma forma bem conseguida, de publicidade "choque", que prende a atenção aos mais vulneráveis, tendo sido este cartaz um magnífico exemplo disso...vocês não se cansam de falar dele!
Cumprimentos!

Anonymous GLADIADOR said...
Não posso deixar de comentar este ataque vil a um cartaz que exprime uma opiniao. é impressão minha ou a emissão de opiniões foi uma conquista desta Constituição e da Revolução de Abril, tao estupidamente festejada ontem?! Enfim, procurem antes de mais interpretar as ideias que estão por detrás daquele cartaz, em vez de o apelidarem com chavões de Xenofobos, Racistas e etc. Nornmalmente estas acusações partem de ignorantes que nada mais têm para dizer e nao conseguem reagir ás ideias, senao através da infâmia e do insulto.
Talvez imigração sim, mas integrada, qualificada e que acrescente riqueza para o país, tal como os emigrantes portugueses na França, EUA, Africa do Sul, Canadá, etc.. por forma a obrigar o Portugês a malhorar os seus padroes individuais, agora de facto manicures, aprendizes de trolhas e preguiçosos... boa viagem!
Cumprimentos e boas reflexões!!

Blogger Scipio said...
Caro anónimo
Para começar, adverto-o desde já que me repugna até ao tutano,tal como o deverá repugnar a qualquer indivíduo que acredite viver num estado pluralista e democrático, esta mania de pseudo-revolucionário que vem doutrinar os outros, sob a égide do anonimato, normalmente com o falso pretexto de "medo de represálias".
Em segundo lugar, tenho ainda a preocupação de o aconselhar a ler e estudar, só um bocadinho, antes de escrever barbaridades, como "movimentos afectos a certo tipo de totalitarismos", especialmente tendo em conta o facto que refere, relativamente a alguns: "tendo mesmo representação parlamentar!"
Sabe o que significa totalitarismo? Então quais são esses movimentos que têm representação parlamentar em Portugal? O Partido Comunista Portugês? Parece-me que a chamada doutrina comunista, mesmo no país que mais a exaltou, a Rússia, se transformou a partir da II Guerra Mundial, e não poderá ser apelidada de totalitarista, até por que periférica ao centrão político, serve simultaneamente como forma de reivindicação, e de legitimação dos partidos do centrão.
Em terceiro lugar, quero transcrever o art.º 37.º nr. 1 da Constituição da República Portuguesa: "Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem, ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações".
Novamente, se estudar um bocadinho, de Direito Constitucional, irá com toda a certeza compreender que o Direito, como ciência ideal, que estuda o que deve ser, nem sempre corresponde à realidade, essa sim estudada por ciências como a Ciência Política, daí que felizmente você possa ser aquilo que julga que é, que a Constituição proíbe, ainda que ninguém o vá prender por isso.
E depois vemos pessoas como a deputada Odete Santos a dizer na televisão que "a apologia ao fascismo é proibida pela constituição". LOL
Em quarto lugar,devo dizer, mais uma vez, que é incrível a quantidade de supostos revolucionários, que não passam de meros pseudo-conservadores, sem conseguir pôr em causa as suas crenças mais inabaláveis, que se julga capaz de doutrinar os outros, através do seu dogmatismo.
Esta incapacidade do típico Português de colocar em causa certo tipo de ideias, de se revoltar com a pátria, e que se ultraja com as opiniões dos outros, só demonstra a falta de maturidade democrática, característica de uma cultura de matriz absolutista.
Em quinto lugar, cumpre-me informá-lo que tem que aprender a ser um pouquinho mais sistematizado, articulado e lógico na sua escrita e raciocínio, que de facto faz muito pouco sentido, e obriga a uma repetida leitura, com muito tempo desperdiçado.
Por último, e porque já estou farto de escrever, este é o único ponto a que se devia resumir este comentário: deixe lá os pseudo-ultrajes pessoais de lado, e perceba que este é um blog de cariz lúdico e recreativo, com um certo grau de raciocínio, mas que pretende pôr a nu certas ideotices na sociedade portuguesa.
Cumprimentos

Blogger Nero said...
Eu sou um dos de primeira linha a emitir piadas racistas e xenófobas e faço-o com muito orgulho e gozo.
Para mim, brasileira é sinónimo de nascer a saber fazer 3 coisas:
1.º "fázê unha"
2.º "passá ferro"
3.º "fázê cú"

Não querendo generalizar,é precisamente por causa do 3.º factor que me oponho veementemente à expulsão destas amazonas.
Quanto aos outros, "façam boa viagem".